quinta-feira, 16 de dezembro de 1999

TOCANDO ACORDEÃO SEM NENHUM CONHECIMENTO MUSICAL*

Os acontecimentos no seio da comunidade religiosa, envolvendo a pequena Selhama, sem dúvidas  a colocou em evidência, juntamente com seus pais, no universo pentecostal cristão, mesmo ela sem nada compreender os mistérios de Deus, conforme a crença. As gravações de sua voz infantil trazendo aquela mensagem em lituano, ganharam repercussões até no exterior, sem ao menos ela saber o teor do segredo revelado, ou de possível comprometimento consequente à mulher revelada, perante as autoridades brasileiras e internacionais.
Algum tempo depois, numa reunião da seita - o Orar no Monte - na Ilha Vicente de Carvalho, a comunidade dos pais de Selhama também participou; a garota era atração esperada como vaso a ser usado por Deus. Criava-se, em torno da menina, uma corrente propiciadora - meio ambiente/indivíduo - como causa do comportamento fenomênico, mental ou espiritual, sabe-se lá.
Quando Selhama chegou o grupo já reunido acompanhando cânticos entoados por uma jovem com seu acordeon, Michael ACM 0822 - preto liso, e num dos momentos de pausa, deixou o instrumento sob guarda no colo de Selhama que, curiosa e embevecida, ensaiou uns toques aqui e acolá, conforme visto, e um complexo hino evangélico foi executado com bastante maestria, chamando atenção de todos que se puseram a cantar em volta da menina.
  • Sonhei com a manhã do juízo, rompeu ao tocar o clarim. Sonhei com as nações junto ao trono, reunidas estavam enfim. Havia ali poderosos, mas não tinham contudo o poder, um anjo para o céu apontando, jurou não haver mais tardar. Milhões de perdidos choravam...
Um, dois, três e mais hinos seguidos, tirados habilmente, e Selhama também se pôs a cantar, ora estrofes em português ora em hebraico, identificado por um pastor versado no idioma; sua voz era bela, suave, parecia – palavras de uma fiel – um anjo a louvar o Senhor, e a Igreja foi tomada de êxtase indescritível, a menina em prantos e sua voz ainda mais melodiosa e forte, carregada de sentimentos.  
הו ! לא עדר קטן, זה היה הקול של ישו שאמר  ...
Oh! não temas pequeno rebanho, foi a voz de Jesus quem falou (...). 
Como toda criança de sua idade, Selhama logo se cansou daquilo tudo, devolveu o acordeão e rapidamente dirigiu-se ao alojamento de menores, para em seguida adormecer profundamente, sem preocupações com o que fizera instantes antes, com plena consciência de tudo que se passara, ou das maravilhas que os mais velhos continuavam comentar a seu respeito.
Quando desperta, depois de um longo sono, insistiram que ela tocasse acordeão; lembrava-se do que havia feito, mas não conseguia uma nota sequer. Também quanto a cantar, mesmo com voz afinada e de timbre suave, estava distante daquela que horas antes empolgara a todos.
Passou o resto da tarde a brincar com outras crianças, sob atentos olhares dos monitores da Igreja, e em absolutamente nada lembrava a menina prodígio, embora videntes e profetas insistissem no fato que a garota ainda se manifestaria com sinais e maravilhas naquele meio.

*Fotos, fitas gravadas e testemunhos testificam tais feitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário